sexta-feira, 12 de novembro de 2010

46. HISTÓRIA DO VINHO PÉTRUS

Olá amantes do Maravilhoso Mundo dos Vinhos!

Eis a história de um vinho das antigas. Trata-se do Pétrus. Um dos vinhos de guarda mais caros do Mundo. Vamos nessa...

A fama do Pétrus é antiga. Há um século, este vinho que se tornou lendário já alcançava altos preços. Os vinhedos situados na região de Pomerol (Bordeaux / França) possuem um setor composto por cerca de 20 hectares de um solo profundo composto de argila azulada com um marcante conteúdo de ferro, e o Pétrus ocupa mais da metade dessa área.


A força desse vinho está no seu aroma que é composto por carvalho. É ao mesmo tempo leve e elegante. Na boca é rico, cheio de fruta e, mesmo que existam taninos poderosos, o final é delicioso e esplêndido (fonte: revista WineExperts).


Curiosidade: o valor da garrafa varia de acordo com a safra. Eis alguns exemplos (risos): safra 1995 = U$2.800, safra 1982 = U$5.200. Será que não tem nenhuma safra 2010/2011? Risos J



Abraços e bom dia!

ADRIANO ZANINI
Faça comentários no blog ou envie suas dúvidas/sugestões para: adriano_zanini@hotmail.com

PRÓXIMA POSTAGEM: 17/11/2010 (QUARTA).
ASSUNTODICAS DE VINHOS P/ FESTAS
PERIODICIDADE: QUARTAS (NOITE) E SÁBADOS (MANHÃ).

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

45. VINHOS BRANCOS DOCES

Olá amantes do Maravilhoso Mundo dos Vinhos!

Essa noite postei três rótulos de vinhos brancos doces. Vinhos que são indicados para harmonizar com sobremesas e doces que geralmente são servidos no pós refeição.


1. Château Lafaurie-Peyraguey
País de Origem: França
Tipo do vinho/Uva: Branco Doce / Sémillon (90%) + Muscadelle (10%)
Características: aroma com notas de geléias de laranja, na boca revela toques de pêssego com acidez atraente e um final longo com sabor de laranja.
Graduação alcoólica: 14%


2. Mount Horrocks
País de Origem: Austrália
Tipo do vinho/Uva: Branco Doce / Riesling (100%)
Características: Cor: pálida de amarelo-lima. Aroma: floral. Na boca: deliciosamente SUAVE sem ser enjoativo. Intensos sabores frutados de laranja e tangerina junto com mel e especiarias. Alguns toques de minerais. Esse vinho pode ser apreciado num período curto ou armazenado na adega por até 6 anos (2016).
Graduação alcoólica: 12%



3. Château Rabaud-Promis
País de Origem: França
Tipo do vinho/Uva: Branco Doce / Sémillon (80%) + Muscadelle (10%)
Características: grande parte dos vinhedos está localizado em solo cheio de cascalhos com grande quantidade de argila por baixo. Isso revela características únicas para esse vinho. Mesclado com esse fator, temos um INTENSO aroma de damasco e uma textura marcante com final condimentado e um pouco ardente.
Graduação alcoólica: 13,5%


Abraços e boa noite!



PRÓXIMA POSTAGEM: 06/11/2010 (SÁBADO).
ASSUNTO: HISTÓRIA DO VINHO PÉTRUS
PERIODICIDADE: QUARTAS (NOITE) E SÁBADOS (MANHÃ).

domingo, 24 de outubro de 2010

44. VINHOS P/ PRIMAVERA

Olá amantes do Maravilhoso Mundo dos Vinhos!

Hoje selecionei alguns rótulos que são excelentes para serem degustados nessa época do ano. A primavera traz um ar de frescor, suavidade, natureza, coisas da terra. Sendo assim, esses vinhos também possuem em sua essência, elementos que ressaltam a natureza. Desde o aroma (frutado, cítrico, floral...) até o toque final na boca (refrescante).

Eis alguns rótulos para que você deguste com muito prazer!

1. Chateau Carignan 2006
Produtor: Château Carignan
País de Origem: França
Tipo do vinho/Uva: Rose / Cabernet Sauvignon (25%) + Merlot (75%)
Características: notas intensas de frutas frescas, como morango, ameixa e cereja. Agradável, levemente untuoso e de média persistência.
Harmonização: Aperitivo, saladas, entradas leves, carnes brancas, carpaccio, peixes e frutos do mar e massas com molhos leves.
Graduação alcoólica: 13.5%
Preço: de R$49,00 a R$55,00.


2. Catalpa Chardonnay 2009
Produtor: Bodega Atamisque
País de Origem: Argentina
Tipo do vinho/Uva: Branco / Chardonnay (100%)
Características: Cor: Amarelo dourado com reflexos esverdeados. Aroma: maçã, abacaxi, sutis notas cítricas e agradáveis toques de mel e baunilha.
Harmonização: acompanha aves com molhos brancos, massas com molhos untuosos e queijos de massa mole.
Graduação alcoólica: 14%
Preço: de R$54,00 a R$58,00.


3. Casa Silva Sauvignon Blanc Reserva 2008
Produtor: Viña Casa Silva
País de Origem: Chile
Tipo do vinho/Uva: Branco / Sauvignon Blanc (100%)
Características: Aroma: fresco, floral, cítrico, com perfume de uva e pêssego. Paladar: é firme, com acidez equilibrada e de frutas maduras como uvas. É um vinho refrescante, elegante e com um longo final.
Harmonização: Frutos do mar e risotos em geral.
Graduação alcoólica: 13%
Preço: de R$30,00 a R$34,00.



4. Anselmann Riesling Qba Trocken 2007
Produtor: Weingut Anselmann
País de Origem: Alemanha
Tipo do vinho/Uva: Branco / Riesling (100%)
Características: Visual: cor amarela-esverdeada brilhante. Aroma: com toque de mel, maçã e frutas cítricas. Paladar: fresco, elegante, harmônico, sedoso e com agradável retrogosto.
Harmonização: saladas, aperitivos e peixes.
Graduação alcoólica: 12,5%
Preço: de R$45,00 a R$48,00.



Abraços e bom dia!

ADRIANO ZANINI
Faça comentários no blog ou envie suas dúvidas/sugestões para: adriano_zanini@hotmail.com

PRÓXIMA POSTAGEM: 27/10/2010 (QUARTA).
ASSUNTO: VINHOS BRANCOS DOCES
PERIODICIDADE: QUARTAS (NOITE) E SÁBADOS (MANHÃ).

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

43. HARMONIZAÇÃO (VINHOS & QUEIJOS)

Olá amantes do Maravilhoso Mundo dos Vinhos!

Muitas pessoas já ouviram a frase: “Vinho combina com queijo (vice-versa)”. Mas será que existe algum segredinho ou dica que podemos seguir para deixar essa combinação ainda mais perfeita? A resposta é SIM!

Ressalto que não existe uma regra a seguir na harmonização entre queijos e vinhos, mas apenas DICAS.

A experiência, a troca de informação e a própria composição dos níveis de: gordura (nos queijos) e taninos (nos vinhos), mostra que podemos seguir algumas práticas para melhor degustar e apreciar queijos e vinhos.


 
Dicas:

  1. Uma tábua de queijos muito variada pode haver conflito de harmonia com o vinho que se estiver tomando;
  2. Para os queijos, temos: os de massa macia, semidura ou dura. A regra básica é:
a. Queijos de sabor suave e macio, harmonizar com vinhos leves e jovens;
b. Queijos de sabor acentuado, harmonizar com vinhos mais encorpados.
  1. A quantidade de taninos que o vinho possui influencia na harmonização. Um rótulo com alto teor de tanino requer um alimento com grande concentração de gordura.

Na tabela abaixo, temos alguns exemplos:


TIPO DE QUEIJOS
VINHO
Brie
Sauvignon Blanc ou tintos Beaujolais, Cotês du Rhône
Camembert
Brancos secos e tintos médios como Merlot, Pinot Noir, Bordeaux
Queijo de cabra
Sauvignon Blanc
Gorgonzola
Barolo, vinhos de origem siciliana, (vinhos meio potentes), Porto
Gruyère
Brancos Frutasdos ou tintos leves Gamay, Pinot Noir, Bordeaux Saint Emilion
Holanda e Cheddar
Cabernet Sauvignon, Médoc, Porto Tawny
Parmesão
Barolo, Barbaresco, Porto Tawny, Zinfandel
Roquefort
Branco de Sobremesa(colheita tardia), Moscato D`asti

*Fonte: Larousse do Vinho


Abraços e boa noite!

ADRIANO ZANINI
Faça comentários no blog ou envie suas dúvidas/sugestões para: adriano_zanini@hotmail.com

PRÓXIMA POSTAGEM: 16/10/2010 (SÁBADO).
ASSUNTO: DICAS DE RÓTULOS – VINHOS P/ PRIMAVERA
PERIODICIDADE: QUARTAS (NOITE) E SÁBADOS (MANHÃ).

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

42. VINHO ORGÂNICO

Olá amantes do Maravilhoso Mundo dos Vinhos!

O vinho orgânico é o resultado de uma técnica de produção que busca manipular de forma equilibrada, o solo e demais recursos naturais (água, vegetais, minerais e etc.) conservando-os em longo prazo e mantendo a harmonia desses elementos entre si e com os seres humanos.

A viticultura orgânica é a aplicação desses princípios aos vinhedos, ou seja, o viticultor manejará todo um ecossistema onde a vinha é a planta predominante. Pesticidas e adubos químicos são proibidos. Todo o material utilizado é de origem orgânica, de preferência reutilizando materiais encontrados ao redor da região de cultivo, do mesmo ambiente.

Atualmente, 4% da produção mundial de vinho é orgânico. Incluindo países como: Argentina, Chile, Brasil e a tradicional Itália (regiões de Veneto e Sicilia).

Aqui no Brasil, o primeiro vinho orgânico se deu em 1997. O Cabernet Sauvignon 'Juan Carrau Orgânico', um vinho com grande personalidade e características marcantes. Mais informações em: www.juancarrau.com.br


Esse é um mercado em crescimento. Várias cidades e estados do País estão investindo nesse ramo dos orgânicos. Bom para nós apreciadores de vinhos!

No Rio Grande do Sul, temos a 'Cooperativa Vinícola Garibaldi' que conta com mais de 300 associados. Eles produzem o vinho Orgânico chamado 'Da Casa' que é elaborado com uvas americanas 'Isabel' e 'Bordô'.




Abraços e boa noite!

ADRIANO ZANINI
Faça comentários no blog ou envie suas dúvidas/sugestões para: adriano_zanini@hotmail.com

PRÓXIMA POSTAGEM: 09/10/2010 (SÁBADO).
ASSUNTO: HARMONIZAÇÃO (VINHOS E QUEIJOS)
PERIODICIDADE: QUARTAS (NOITE) E SÁBADOS (MANHÃ).

sábado, 2 de outubro de 2010

41. O ENVELHECIMENTO DO VINHO

Essa postagem descreverá rapidamente algumas características interessantes do processo de envelhecimento dos vinhos. Antes disso, quero desmentir alguns mitos que cercam o Mundo dos Vinhos. Exemplos:
Vinho bom é vinho velho” ou
Quanto mais velho, melhor o vinho”.

Cuidado se ouvirem esse tipo de comentário, pois até os vinhos de guarda possuem um tempo determinado essa evolução (melhoria). Sempre existem excelentes vinhos. Sejam eles jovens ou de guarda.

Isso colocado, digo que o envelhecimento faz parte da evolução e ganho de qualidade que o vinho pode adquirir antes do seu engarrafamento.

Estudando a respeito, identifiquei que dois principais processos de envelhecimento são praticados. Envelhecimento em barris de carvalho e barris Franceses de 225 litros (barrique)

BARRIQUES


BARRIL DE CARVALHO

Dois mundos diferentes: o primeiro tendo um tamanho muito grande e o segundo sendo pequeno demais. Essa característica do tamanho do barril altera e muito as características e evoluções do vinho.
Para exemplificar essa evolução por meio do envelhecimento, nos barris Franceses (barriques), o vinho possui uma maior área de contato com a madeira, fazendo com que o vinho absorva um número muito maior de substâncias que lhe conferem sabores e perfumes que não têm muito a ver com o território onde se produz o vinho (terroir).

Já no barril de carvalho, essa evolução ocorre em mínima proporção. Assim, o vinho talvez se torne menos complexo do que o maturado em barrique, mas mantém uma personalidade mais autêntica, dado o limitado contato com a madeira.

Espero que tenham gostado dessa postagem e conhecer um pouco mais sobre esse maravilhoso mundo dos vinhos.



Abraços e boa noite!

ADRIANO ZANINI
Faça comentários no blog ou envie suas dúvidas/sugestões para: adriano_zanini@hotmail.com

PRÓXIMA POSTAGEM: 06/09/2010 (QUARTA).

ASSUNTOVINHOS ORGÂNICOS
PERIODICIDADE: QUARTAS (NOITE) E SÁBADOS (MANHÃ).

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

40. VINHOS BRANCOS

Olá amantes do Maravilhoso Mundo dos Vinhos!

Vamos conhecer alguns segredos dos vinhos brancos, bem como, ver algumas dicas de rótulos que podem muito bem acompanhar belos pratos à base de peixe.

Vinhos brancos tendem a ser mais leves no sabor do que os tintos, e são servidos em temperaturas mais baixas. Eis algumas videiras:

Chardonnay (pronuncia-se chardoné): É a mais popular videira do Mundo e é cultivada em diversos países. Assim, se torna difícil caracterizá-lo em termos de sabor e aroma. Tudo depende do lugar onde as uvas são cultivadas e das técnicas vinícolas.

Sauvignon Blanc: toques agradáveis de herbáceos que podem ser bastante sutis ou muito pronunciados, dependendo do vinicultor. Esta característica acentua os aromas e sabores num amplo leque que vai desde melão, frutas cítricas e passa pelo pêssego e a manga.

Existem outras variedades: Pinot Blanc, Pinot Gris, Riesling, Gewurztraminer, Muscat e etc.

Eis algumas dicas de rótulos:

1. Tabali Special Reserve 2007
 
Produtor: Tabalí
País de Origem: Chile
Região: Valle de Limarí
Tipo do vinho / Uva: Branco / Chardonnay
Características: Amarelo claro e brilhante. Notas de frutas amarelas: banana, melão, pêssego e etc. Amplo e harmonioso.
Harmonização: acompanha peixe assado, risotos a base de molho branco e sobremesas geladas.
Graduação alcoólica: 13.5%
Preço: de R$69,00 a R$72,00.


2. Albizzia IGT 2007


Produtor: Frescobaldi
País de Origem: Itália
Região: Toscana
Tipo do vinho / Uva: Branco / Chardonnay
Características: Aromas de frutas cítricas (abacaxi/maçã verde) e mineral, corpo leve, fresco e uma acidez convidativa.
Harmonização: acompanha peixes em geral e qualquer outro prato a base de frutos do mar.
Graduação alcoólica: 12.5%
Preço: de R$59,00 a R$72,00


Abraços e boa noite!

ADRIANO ZANINI
Faça comentários no blog ou envie suas dúvidas/sugestões para: adriano_zanini@hotmail.com

PRÓXIMA POSTAGEM: 04/09/2010 (SÁBADO).
ASSUNTO: O ENVELHECIMENTO DO VINHO
PERIODICIDADE: QUARTAS (NOITE) E SÁBADOS (MANHÃ).

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

39. PRODUTORES AFRICANOS

Olá amantes do Maravilhoso Mundo dos Vinhos!

Com mais de 80 regiões demarcadas para a produção de vinhos e uma área que chega a 100 mil hectares de vinhedos, a África do Sul aponta como sendo o nono produtor de vinhos do mundo. São mais de 4 mil produtores, que representam 3% da viticultura mundial.

Os vales de Stellenbosch, Paarl e Franschoek formam a Região Vinícola do Cabo, a maior das duas regiões vinícolas da África do Sul. Stellenbosch é a principal localização para produção e investigação da indústria vinícola sul-africana.

Eis algumas vinícolas:

Alto Wine Estate - www.alto.co.za: situado no alto das colinas de Helderberg, produz ótimas uvas vermelhas. A vinícola ganhou mais de 70 medalhas de ouro em concursos internacionais e degustações de vinho.

Avontuur Wines - www.avontuurestate.co.za: é a única vinícola sul africana com uma mulher no papel de winemaker. Lizelle Gerber também foi a primeira a vencer o prestigioso prêmio SAA Award.

Bilton Wines - www.biltonwines.com: a fazenda existe desde 1694 no pé da montanha Helderberg. As primeiras parreiras foram plantadas em 1726. Desde 1996, eles implementaram um sistema científico para preservar as variedades nobres de uvas.

Dellrust Wines - www.dellrust.co.za: a família Bredell continua produzindo uvas e fazendo vinho por mais de 100 anos. Somente as melhores uvas são vinificadas.

Eikendal Vineyards - www.eikendal.com: é um dos lugares ideais na região, por sua perfeita combinação geográfica entre as montanhas, criando um micro-clima marítimo perfeito para a criação de vinhos de qualidade.





Abraços e bom dia!

ADRIANO ZANINI
Faça comentários no blog ou envie suas dúvidas/sugestões para: adriano_zanini@hotmail.com

PRÓXIMA POSTAGEM: 25/08/2010 (QUARTA).
ASSUNTO: VINHOS BRANCOS.
PERIODICIDADE: QUARTAS (NOITE) E SÁBADOS (MANHÃ).